A aprovação ou Reprovação, o que é melhor

A aprovação ou reprovação, é uma dualismo que até os anos 70 e 80 era tida como algo necessário para que se fizesse a educação de uma criança ou adolescente, por muitos anos os professores utilizaram a repetência como instrumento para obrigar o aluno a aprender por determinado conteúdo.

Aprovação ou reprovação

O que a aprovação pode repercutir no seu dia a dia

Porém quando falamos por aprovação e repetência não estamos simplesmente falando aqui de processos de simplesmente separar  bom aluno do mal aluno, mas sim de um processo de retenção de conhecimentos que a escola manteve por muitos anos até os 90 quando a internet começou a ficar em evidência.

Como a internet pode interferir no processo de ensino e aprendizagem na aprovação?

A internet é apontada por muitos educadores como uma excelente forma de aquisição de conhecimentos, porém tanto a criança como o adolescente precisam passar por um processo de aprendizagem para aprender a como criticar este conhecimento tão vasto que a internet oferece ao aluno nos dias de hoje

Aprovação ou reprovação.

Assim em se falando de repetência e aprovação a escola a partir dos anos 90 deixou de ser esta instituição retentora de conhecimentos e sim um local onde se busca por formar cidadãos que saibam ter criticidade ao conhecimento, ou seja, pessoas que saibam refletir seja positivamente ou negativamente do conhecimento adquirido pela internet.

Como esta mudança de função da escola impactou no processo de avaliação da aprovação do aluno?

Com esta alta demanda em termos de processos de aprendizagem gerada pela internet e essa nova função da escola o sistema de aprovação e repetência deixou de ser algo que meramente seria usado como uma forma de obrigar o aluno a aprender, para se tornar uma ferramenta motivacional.

Aprovar X Reprovar

Aprovar ou reprovar eis a questão?

 Função da escola

Esta mudança de função da escola, representa um imenso desafio para o educador no momento atual pois implica em ele não somente ser um passador de conhecimentos mas antes e acima de tudo ele ser um cidadão que ensina seus alunos a serem críticos do conhecimento, trazendo um resultado pedagógico efetivo em sua ação educativa.

Como formar críticos do conhecimento?

Quando falamos aqui por formar críticos do conhecimento, estamos a falar de um cidadão reflexivo que é capaz de realizar uma opinião de juízo próprio sobre determinado assunto ou tema que passa a ter contato a se dá o nome de criticidade, formar cidadãos críticos ao conhecimento é algo extremamente complexo.

 

Pois quando estamos a falar de críticos do conhecimento, estamos falando justamente de proporcionar uma formação que seja algo ao mesmo tempo completo que de ao aluno um contato de forma mais contínua com o conhecimento e que seja algo que de mais liberdade ao aluno de ter sua própria opinião sobre determinado assunto.

Como usar a aprovação e repetência nos dias de hoje?

É possível se usar o mecanismo da aprovação e repetência com os alunos nos dias de hoje? Sim é possível desenvolvendo e criando práticas pedagógicas que sejam mais eficientes e mais dinâmicas, por exemplo recentemente o governo federal assinou uma MP que flexibiliza o ensino médio nas escolas isto permite que o docente possa criar por exemplo, jogos pedagógicos entre os alunos para estimular ao aprendizado.

Progressão Continuada

O que pensar mais sobre a progressão continuada

 

Uma outra forma de se usar mais especificamente falando de fundamental 2, é que você faça dinâmicas e brincadeiras entre os pré-adolescentes e os adolescentes para desenvolver desta forma um processo de formação baseado no mecanismo de estímulo e resposta, outra  forma é promover debates de temas como, por exemplo na aula de geografia.

Concluindo:

Outro exemplo de aplicação está em se falando de forma específica de educação infantil, onde o professor por de criar brincadeiras lúdicas para que a criança possa desenvolver suas habilidades de conhecimentos possibilitando que se faça uma  melhor assimilação do conhecimento adquirido por parte da criança.

 

Para concluir, podemos dizer que a aprovação e a repetência não precisa ser eliminada totalmente do processo de ensino e aprendizagem apenas precisa ser trabalhada de forma mais diferenciada do que antes.

Deixe uma resposta