Concursos valendo prêmios nas escolas públicas: um incentivo para os estudantes

Índice

Durante o período escolar, os alunos tendem a se preparar para diversas provas. Além daquelas aplicadas pelos próprios professores da instituição de ensino, eles podem almejar participar de vestibulares, concursos públicos entre outras avaliações. Ao invés de focar apenas nas tradicionais, pode ser bem interessante aplicar algumas alternativas. Mesmo valendo prêmios para incentivar. Confira algumas dicas!

Obras literárias

Muitos estudantes de escolas públicas se encontram em condições carentes financeiras. E mesmo com interesse pela leitura, se veem limitados a não ler livros ou restritos ao disponível em bibliotecas. Nessa última alternativa, podem acabar desistindo por dificuldades enfrentadas de deslocamento, cumprimento de prazos, entre outros. Fora que há um gosto diferente em ter o livro em si. Acrescentamos então a lista: livros Uma opção de baixo custo é adquirir um em brechó.

Material escolar

Por que não incluir na premiação recursos para que o estudante possa aprimorar o processo de aprendizagem? Lápis, canetas, borracha, apontador, fichário, cadernos, estojo, calculadora, agenda, marcadores de página…Sem dúvida alguns desses materiais, ou todos, fazem parte do cotidiano do aluno.

Um pouco de folga financeira? Quem sabe eletrodomésticos simples?

Alguns prêmios podem ser mais inviáveis financeiramente, mas se é o caso de poder arcar, eletrodomésticos são sem dúvida prêmios bem marcantes. Além do próprio aluno se sentir prestigiado, é algo a se acrescentar na casa onde mora, onde a família também poderá usufruir. Mesmo familiares mais relapsos não terão dúvida que o estudante está tendo um bom aproveitamento acadêmico, e até pode ocasionar em maior interesse em participação deles.

Vale em restaurantes ou lanchonetes

O que pode ser uma boa opção também é o gasto em refeições. Para o estudante, pode ser uma boa oportunidade de comemorar a colocação na prova, fazendo um programa diferente do cotidiano. Muitas pessoas em idade escolar não dispõem de dinheiro para sair se distrair em um programa de mais qualidade e essa pode ser uma boa chance dele aproveitar.

As provas podem ser aplicadas dentro ou fora dos horários normais de aula. Nesse segundo caso, pode ser ainda mais interessante, já que seria uma atividade para poucos realmente interessados. Seguindo o padrão de muitos concursos que poderão vivenciar fora da esfera escolar. Podem ser abordados temas vistos já em sala de aula. Também alguns de matérias mais básicas que os estudantes apresentem dificuldades. Ou mesmo mais avançados, para estimular ir além da grade curricular aplicada.

Em época de dificuldades financeiras, pode soar bem delicado falar em premiações que envolvam gasto de dinheiro. Mas considere aí que esse é um investimento para aquele aluno que não conhece ainda retornos vindos dos estudos. E que tal é de grande valia para ele e mesmo para a sociedade, ajudar a criar um mundo melhor, com cidadãos formados conhecendo que estudar é melhor caminho: mesmo para questões monetárias.

Deixe uma resposta